Edifício Sustentável ou Saudável. Qual a diferença?

Enquanto a construção sustentável respeita o meio ambiente, o edifício saudável deve zelar pelo bem-estar do usuário e evitar os sintomas causados pela Síndrome do Edifício Doente (SED)

O conceito de construção sustentável tem sido bastante difundido e de entendimento de boa parte da população. No entanto, para assegurar a qualidade de vida e o bem-estar dos moradores, o empreendimento precisa ser saudável, característica que vai muito além da sustentabilidade. Enquanto o imóvel sustentável é construído com foco no respeito ao meio ambiente e no uso inteligente dos recursos naturais, o edifício saudável evita que os usuários tenham sintomas causados pela Síndrome do Edifício Doente (SED), como dores de cabeça, insônia, tontura, alteração na pele e tosse seca. A doença foi reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 1982.

A preocupação com a saúde do empreendimento começa na escolha do terreno e envolve todos os aspectos do projeto, como iluminação, acústica, elétrica, qualidade do ar e da água, materiais utilizados, desenho arquitetônico, paisagismo, manutenção e também a sustentabilidade do empreendimento. Recentemente, Minas Gerais ganhou o primeiro edifício saudável, o Residencial Kadosh, da RKM Engenharia.

Uma das principais preocupações do edifício saudável é a luz do sol, uma das principais fontes de vitamina D, importante para a saúde do ser humano. Por isso, as construções saudáveis devem aproveitar essa iluminação para a qualidade de vida dos moradores, ao passo que em uma construção sustentável o foco é a utilização inteligente desse recurso para a economia de energia.

Outro item que foi cuidadosamente planejado no Kadosh para proteger os seus moradores de qualquer risco de contaminação eletromagnética é o projeto elétrico. Além de cumprir as normas, ele otimiza e diminui os campos eletromagnéticos com pontos de luz e tomada bem posicionados. Um exemplo disso é a ausência de fiação elétrica nas cabeceiras das camas.

O uso racional da água e a qualidade desse recurso é outro ponto importante em construções sustentáveis e saudáveis. No edifício saudável, deve haver um cuidado maior na instalação das tubulações, que não podem ficar próximas às camas para evitar barulhos e garantir a qualidade do sono.

E se você está cada vez mais interessando por esse tipo de construção, por que não conhecer o Residencial Kadosh, da RKM Engenharia e morar com muito mais saúde e bem-estar?

*Residencial Kadosh é um empreendimento da RKM Engenharia, especializada em imóveis de alto padrão, com mais de 23 anos de atuação no mercado Mineiro. O edifício está localizado no Vale do Sereno, Nova Lima, um dos locais que mais se desenvolvem e valorizam na região metropolitana de Belo Horizonte.

Fonte: ImovelWeb (Publicado em Sustentabilidade)

Publicado 22 de fevereiro de 2017 | Por Redação do Viva o Condomínio

#SustentavelouSaudavel
#SindromedoEdificioDoente